Blog Foliculite

Saiba como a depilação influencia a saúde da sua pele

publicado em 01/10/2017

A foliculite é resultado de uma inflamação dos folículos pilosos na tentativa de remover o pelo pela raiz. Existem vários níveis para essa inflamação e em alguns casos a inflamação ocorre por meio de uma bactéria ou vírus. Em quase todos os casos, a inflamação ocorre pelo próprio pelo e pode ser tratada com cremes específicos e cuidados redobrados na área afetada.
Os sintomas de foliculite são manchas pequenas e vermelhidão que vem junto a coceira, sensibilidade e grande desconforto. Ela pode ocorrer em qualquer parte do corpo que tenha crescimento de pelos, porém os locais mais comuns da foliculite são o pescoço, as costas, as nádegas e regiões de depilação como axila e áreas íntimas.

As causas da foliculite podem ser externas, como por exemplo o uso constante de roupas apertadas, sudorese, atrito com lâminas e ceras de depilação, curativos que abafam a pele e baixa imunidade.

A depilação também tem uma relação direta com a foliculite. O método é agressivo a pele e durante o procedimento são geradas micro lesões que abrem o corpo para a entrada de microrganismos que quando retirados de forma errada – depilação no sentido contrário ao pelo – ficam presos dentro do próprio folículo.

A prevenção da foliculite acontece com hábitos rotineiros como: não usar roupas molhadas por muito tempo, vestir roupas confortáveis e loções antissépticas após a depilação, esfoliar esporadicamente as áreas depiladas para evitar o acúmulo de células mortas, ficar atento a regiões de dobra da pele e evitar o uso de lâminas para a depilação que quando utilizadas, fazem as raspagem no sentido do crescimento do pelo.

Acesse nossa Loja Virtualclique aqui para ver todos os produtos
Cadastre-se e receba novidades.
COMPARTILHE:
WhatsApp chat