Blog Foliculite

Foliculite nos seios. Você sabe como tratar?

publicado em 18/05/2018

Foliculite nos seios: saiba quais são as causas e como tratar

A foliculite nos seios é muito comum em mulheres que sofrem com a irritação na região. Isso porque, ela causa vermelhidão, coceira e alguns outros sintomas característicos do problema.

Com isso é necessário às pessoas que sofrem com a irritação entender quais são as suas causas e quais são os tratamentos possíveis para assim fazer com que a irritação passe.

É sobre esse tema que falaremos neste texto. Vamos te explicar o que é foliculite, quais são as suas causas e tratamentos. E como se manifesta a foliculite nos seios.

Caso você sofra com esse problema continue para ler o texto na integra.

O que é foliculite?

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, foliculite é a inflamação dos folículos pilosos, local em que crescem os pelos no corpo. Dessa forma, pode-se dizer que a foliculite acomete todas as áreas do corpo, exceto as áreas em que não crescem pelos (como palmas da mão, plantas dos pés ou boca).

Mesmo podendo ocorrer em quase todas as áreas do corpo, a foliculite, geralmente, aparece em algumas áreas específicas do corpo. São elas: as axilas, coxas, nádegas, virilha e seios.

A foliculite pode acometer todas as pessoas das mais variadas idades. Entretanto, ela é mais comum em alguns grupos específicos da população, como em pessoas negras, asiáticas, obesas e com baixa imunidade.

Sendo assim, esses grupos precisam ter atenção redobrada em relação a doença e de cuidados especiais. A irritação ainda pode ocorrer em duas formas:

Foliculite superficial

Em sua forma superficial a foliculite se instala somente na parte superficial do folículo piloso.

Os sintomas são mais leves e aparecem, normalmente, como vermelhidão na pele e com pequenos caroços, muito parecidos com espinhas. Nesta forma de foliculite é muito comum a área coçar.

Essa foliculite pode ser subdividida ainda em foliculite Estafilocócica e foliculite pseudômona. A foliculite Estafilocócica é causada pela bactéria staphylococcus aureus e causa coceira e inflamação.

Já a foliculite pseudômona é causada por bactérias que costumam proliferar em ambientes aquáticos e costuma causar erupções vermelhas, com bolhas e coceira.

Foliculite profunda

Em sua forma profunda a foliculite causa ainda mais irritação que a superficial.

A inflamação acomete não somente a parte superficial do folículo piloso, mas também toda a sua extensão. Ela pode causar muita coceira e dor.

Ela existe em duas formas, como furúnculos e eosinofílica. Em forma de furúnculo, ela causa uma inflamação muito dolorida e avermelhada. E como forma de foliculite eosinofílica, ela causa manchas inflamadas, além de deixar a pele da região mais escurecida.

Em ambas as versões da inflamação alguns são os fatores que podem fazer com que o quadro se agrave.

São eles: o uso de lâminas de barbear no local, roupas que não permitem com que a pele respire livremente, feridas cirúrgicas, acne, dentre outros.

Foliculite nos seios

foliculite na mama

Assim como nós já falamos anteriormente, a foliculite pode aparecer em praticamente todas as áreas do corpo. Porém, a foliculite nos seios é muito comum em mulheres.

Isso porque, muitas mulheres tem pelos ao redor dos seios devido à fatores hormonais, genéticos, gravidez ou menopausa. Porém, quando os pelos nessa área são muitos eles podem causar a foliculite.  Isso por causa da falta de respiração da pele do local.

Causas da foliculite

Os fatores que causam a foliculite nos seios são, dentre outras:

  • O uso de roupas apertadas e que impeçam a respiração da pele do local;
  • Depilação indevida da área;
  • Feridas no local;
  • Falta de higiene;
  • Doenças, como acne.

Como tratar a foliculite  

Embora cause muita irritação, a foliculite nos seios pode ser tratada de forma muito simples e que não precisam de intervenção (exceto quando há casos de infeção profunda quando é necessário buscar o auxilio médico).

Deve-se, sempre, utilizar produtos que não obstruam os poros do local. Ou seja, produtos com pouca quantidade de óleo (como sabonetes neutros).

Além disso, deve-se usar roupas que não impeçam a circulação de sangue no local e permitam que a pele respire, como por exemplo roupas de algodão e linho que, por serem leves, permitem a respiração da pele.

Para além disso, para tratar a foliculite nos seios é extremamente necessário o uso de produtos feitos especificamente para lidar com a inflamação na pele.

Ao seguir todas as recomendações acima, a foliculite pode ser controlada e, assim, não irritar mais a pele. Lembrando que, em casos de foliculite profunda. Ou caso a irritação não cesse após seguidas as recomendações acima, é preciso consultar um dermatologista que indicará o melhor resultado.

Gostou do texto? Não deixe de acompanhar outros textos do nosso site sobre cuidados com a pele e saúde.

Acesse nossa Loja Virtualclique aqui para ver todos os produtos
Cadastre-se e receba novidades.
COMPARTILHE:
WhatsApp chat