Blog Foliculite

Pelo encravado na virilha: o que é, diagnóstico e tratamentos

publicado em 18/01/2022

Pelo encravado na virilha costuma incomodar muitas mulheres, principalmente quem costuma fazer depilação ou expõe a área com frequência, como na praia.

 

Os pelos encravam quando não conseguem romper a camada de queratina que se forma sobre a epiderme e sair do folículo piloso. 

 

Como o processo de crescimento nunca pára, ele continua crescendo, só que a sua extremidade se curva penetrando novamente para dentro do folículo ou continua crescendo debaixo da pele.  

 

O organismo, por sua vez, inicia um processo inflamatório como reação para se livrar desse corpo estranho, a que chamamos de foliculite.

 

Ela é comum nessa região por conta do atrito direto com a calcinha, por ser uma região que fica abafada pelo calor e temperatura natural do corpo, ou por causa da depilação incorreta que não remove os pelos da raiz ou lesiona o folículo causando a inflamação ou até infecção por microorganismos. 

 

O problema acontece com mais frequência entre mulheres com os pelos mais grossos e encaracolados, ou que tenham poros estreitos e cicatrizes na pele.

 

Por ser em uma região íntima e delicada, a condição deixa a pele bastante irritada, levando a lesões avermelhadas semelhantes a espinhas (com ou sem pus), que podem inchar (ínguas), coçar e doer. 

 

Felizmente, os pelos encravados na virilha podem ser evitados e até tratados facilmente.

Veja abaixo suas causas e melhores tratamentos!

Por que o pelo encravado na virilha acontece?

Os pelos são estruturas anexas da pele que servem de auxílio no isolamento térmico e de barreira de proteção do organismo contra possíveis agressões do ambiente e entrada de microorganismos. 

 

Basicamente, os fios são formados por queratina (proteína), responsável pela sua resistência, elasticidade e impermeabilidade, bem como de células mortas compactadas da epiderme

 

Eles se desenvolvem no fundo do folículo piloso e se dividem em duas partes: a raiz que fica implantada na derme (camada intermediária da pele abaixo da epiderme); e a haste, que se projeta para fora da superfície da pele.

 

O pelo quando encrava, ele foi pinçado (puxado) ou raspado, mantendo a sua raiz, que continua crescendo, só que para dentro da pele, ao invés de sair dela. 

 

Quando isso acontece, ele permanece ali levando à inflamação da área de onde foi removido.

 

No caso do pelo encravado na virilha, por exemplo, é mais comum entre quem opta por depilar com lâmina de barbear, mas também pode ocorrer após a depilação com cera, podendo até desencadear uma infecção no folículo piloso.

Como saber se é pelo encravado na virilha ou algo mais sério?

Em geral, o pelo encravado causa um pequeno inchaço avermelhado ou cor de pele, em volta do folículo piloso, provocando um leve desconforto e uma pressão na área.

 

A lesão é semelhante a uma espinha, que pode conter pus ou não, na sua extremidade, sendo até, muitas vezes, possível ver o pelo ali dentro. 

 

Essas lesões costumam acometer toda a área depilada ou parte dela, nas primeiras 12 ou 24 horas, e podendo levar a um quadro de irritação de pele com coceira e dor.

 

Quando muito inflamado, o folículo pode sangrar e dependendo do nível de inflamação, pode até levar ao quadro de foliculite infecciosa, que se desencadeia quando a inflamação é contaminada por microorganismos (bactérias, fungos ou vírus).

pelo encravado na virilha inflamado

Principais causas para desenvolver pelo encravado

As causas para pelo encravado na virilha podem variar bastante, mas na maioria dos casos é resultado direto da remoção incorreta de pelos pela depilação (cera quente e fria), lâmina de barbear ou até creme depilatório. 

 

No entanto, pode vir a acontecer por falta de higiene e atrito provocado por roupas e lingerie muito apertadas ou devido ao acúmulo de células mortas.

 

Pequenas lesões na pele, principalmente provocadas pela lâmina de barbear ou pinça, podem também causar obstrução dos poros, que impede a passagem do pelo para fora da pele.

Como tratar pelo encravado na virilha?

Na maior parte das vezes, o próprio organismo se incumbe de se livrar absorvendo a inflamação e eliminando o pelo encravado na virilha, que acaba saindo para fora com o tempo, fazendo com que a pele ao redor volte ao seu estado normal.

 

No entanto, alguns casos de pelos encravados na virilha são mais complicados, dependendo da inflamação e grossura do pelo, podendo durar por semanas. 

 

Há casos em que infeccionam ou até formam ínguas (linfonodos) bem dolorosas quando não conseguem drenar o conteúdo armazenado. 

 

Se você perceber que o inchaço só aumenta, se estiver sangrando e com pus, o ideal é buscar ajuda médica antes que evolua para uma foliculite mais profunda.

 

O tratamento pode variar dependendo da gravidade da inflamação, sendo que compressas quentes na região podem diminuir o inchaço e pomadas para foliculite antibióticas, anti inflamatórias e corticóides podem aliviar os sintomas da infecção.

 

No entanto, a condição pode voltar a qualquer momento, sendo o melhor tratamento a sua prevenção ou a depilação a laser, que promove a remoção definitiva do pêlo, evitando que a inflamação do folículo piloso volte a ocorrer.

 

A eliminação dos pelos é feita de forma progressiva e até ser definitiva através da energia luminosa do laser, que atravessa a pele, é absorvida pela melanina do pelo difundindo o seu calor até danificar a raiz do folículo piloso de forma permanente, enfraquecendo e reduzindo o crescimento dos pelos na região, aos poucos.

 

Importante destacar que, nas primeiras sessões de laser, o pelo estará enfraquecido e terá ainda mais dificuldade para romper a camada da pele, o que pode ocasionar ainda mais pelos encravados na virilha. Neste momento, o tratamento com Tend Skin é a melhor opção.

Tratamento caseiro para pelo encravado na virilha

Esfoliar e depois hidratar a pele são duas ações que podem ser mantidas na rotina de higiene íntima muito eficientes para prevenir os pelos encravados na virilha, qualquer que seja o método para remoção de pelos. 

 

A esfoliação remove as células mortas que se acumulam na superfície da pele à medida que ela se renova, assim como tantas outras impurezas, que dificultam a saída do pelo para fora. 

 

Quando realizada uma ou duas vezes por semana, ela ajuda a soltar os pelos que ficam retidos dentro da pele.

 

O ideal é tomar todos os cuidados, de preferência fazendo durante o banho, com sabonetes esfoliantes específicos, esponjas ou cremes abrasivos, aplicados em movimentos suaves e circulares. 

 

Depois, basta hidratar a pele para evitar o ressecamento.

Pelo encravado na virilha, o que fazer?

Como o pelo encravado na virilha, na maioria dos casos é resultante do método de depilação escolhido, a sua prevenção também pode estar associada a esta escolha.

 

O melhor método de depilação para evitar o pelo encravado na virilha não existe, pois varia para cada pessoa, mudando em diferentes fases da vida.

 

A grande maioria das pessoas usam lâmina de barbear, pois são uma opção mais popular, de custo baixo e de fácil uso e acesso. 

 

No entanto, é essencial estar atento às condições de higiene da própria pele e dos materiais utilizados para a remoção dos pelos. 

 

A depilação a laser ou luz pulsada são boas opções, mas nem todo mundo tem acesso devido ao seu alto custo. Outra alternativa seria a depilação com cera, que é mais acessível em termos de preço, mas nem tão econômica como a lâmina. Porém, costuma durar mais tempo.

 

Portanto, caso desistir da lâmina de barbear não seja uma opção, há algumas providência que você pode tomar para evitar o pelo encravado na virilha ou se livrar deles:

Prefira aparelhos descartáveis

Aparelhos descartáveis são mais higiênicos, pois você deve descartá-los com poucos dias de uso. Opte por modelos com o maior número de lâminas e corte preservado.

Troque a lâmina com frequência

Lâminas cegas causam irritação na pele, queimaduras e pelos encravados, podendo até lesionar a pele e infectá-la. Por isso, ela deve ser trocada com frequência, estar sempre afiada, limpa e seca (sempre desinfete antes de usar para eliminar as bactérias).

NUNCA compartilhe aparelhos de barbear 

Aparelhos de higiene pessoal não devem ser compartilhados, especialmente as lâminas de barbear, pois podem estar infectadas com bactérias e germes de outra pessoa.

Sempre raspe na direção dos pelos 

Raspar os pelos na virilha ou qualquer outro local na direção contrária do crescimento dos pelos deixa a pele mais lisa, mas também mais suscetível às lesões, que podem infeccionar.

Utilize gel ou creme de barbear

Evite depilar a seco para não causar queimaduras, irritação e os indesejáveis pelos encravados. A pele deve estar úmida e hidratada antes da depilação, para reduzir o atrito na pele e facilitar o deslizamento das lâminas.

Cuidados pós depilação são importantes

Após a depilação, aplique um hidratante calmante e específico para o seu tipo de pele ou até uma loção específica para a foliculite na virilha, por exemplo, a loção Tend Skin.

Acesse nossa Loja Virtualclique aqui para ver todos os produtos
Cadastre-se e receba novidades.
Endereço de email inválido, favor corrigir.
Endereço de email já cadastrado.
The security code entered was incorrect
Agradecemos sua inscrição!
COMPARTILHE: