Blog Foliculite

Fotodepilação ou depilação a laser resolve a foliculite?

publicado em 16/01/2019

Depilação a laser para foliculite: entende porque não vale a pena!

 

Alguém te indicou a depilação à laser ou a fotodepilação para acabar com a foliculite? Saiba como estes tipos de depilação funcionam e porque muitas vezes não é o tratamento mais indicado!

No verão aumenta a preocupação das mulheres com os tão indesejáveis pelos no corpo. É devido à essa preocupação que os métodos depilatórios se tornam tão comuns, para todos os gostos e bolsos. Um desses métodos é a fotodepilação ou luz pulsada.

Muitos profissionais, principalmente clínicas de estética e de dermatologia que vendem estes procedimentos, oferecem este tipo de tratamento como sendo a cura para foliculite. E clientes desesperados, talvez seja o seu caso, que já tentou vários outros tratamentos e não obteve sucesso, acabam acreditando.

Estes métodos são interessantes e podem até ser indicados em alguns casos, que eu vou explicar neste vídeo, mas não é toda esta maravilha que é vendida!

Depilação a laser para foliculite

A depilação a laser promete uma depilação definitiva durante muitos anos. São várias sessões em que os pelos são “queimados” da raiz as pontas com um tipo de laser. Essa tecnologia, empregada na remoção dos pelos, realiza um processo chamado, cientificamente, de “epilação”. Esse termo significa “eliminar toda haste do pelo, desde sua raiz”.

Fotodepilação para foliculite

É um método definitivo de remoção de pelos. Um pouco mais acessível que o laser, ela precisa de mais sessões para realmente cumprir o seu dever, no entanto, costuma ser menos dolorosa. O método funciona por meio da energia da LIP (Luz Intensa Pulsada), essa energia emitida no procedimento anula as células que dão origem aos pelos, fazendo com que eles só voltem a aparecer quando as células estão regeneradas, o que pode ou não acontecer. O procedimento dura cerca de 15 a 45 minutos, dependendo da área aplicada e da pigmentação da pele da pessoa. São necessárias cerca de 7 sessões para mulheres e 9 sessões para homens para que a redução dos pelos seja significativa.

Um pouco mais acessível que o laser, ela precisa de mais sessões para realmente cumprir o seu dever, no entanto, costuma ser um pouco menos dolorosa.

Passo-a-passo na fotodepilação

Antes:  

– Não retirar os pelos pela raiz (com pinça ou cera) durante um mês;

– A pele não pode estar bronzeada;

– Não raspar totalmente os pelos antes de realizar o procedimento.

Depois:

–  Não se expor diretamente ao sol, por pelo menos 48 horas após o procedimento;

– Não realizar atividade física que aumente a produção de suor durante 48 horas;

– Usar protetor solar com o fator mínimo de 30;

– Dar um intervalo de 15 dias sem tomar sol antes e depois da Fotodepilação.

 

Porque a depilação a laser ou a fotodepilação não resolvem a foli